Ainda Não te Registaste? Clica aqui para o fazeres é Gratuito

Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net
www . Bombeiros - Portugal . net
O Ponto de Encontro de Todos Os Bombeiros
 
   Página InicialPortal AlbumAlbum  PortalForum FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   CalendarioCalendario  Lista de utilizadores BanidosLista de utilizadores Banidos   RegistarRegistar 
 Recomendar site a um amigoRecomendar  PerfilPerfil    Ligar e ver Mensagens PrivadasLigar e ver Mensagens Privadas    EntrarEntrar  Ocorrências ActivasOcorrências Activas  Ocorrências ActivasRisco de Incêndio   LinksLinks   Links>Chat 
 Envie NoticiasEnviar Noticias  VideosVideos  EventosAdicionar Eventos  EventosEnviar Fotografias


Simulacro de sismo revelou «fragilidades» nos meios


 
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net -> Noticias



Ver mensagem anterior :: Ver mensagem seguinte  
Autor Mensagem
tasergio



Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 30 Mar 2008
Mensagens: 4621

MensagemColocada: Dom Nov 23, 2008 3:49 pm    Assunto:
Simulacro de sismo revelou «fragilidades» nos meios
    Responder com Citação

O comandante operacional nacional da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), Gil Martins, disse que o simulacro de sismo permitiu detectar algumas «fragilidades», como falhas de comunicação e de gestão de informação. «Nos últimos três dias apreendemos e foram detectadas algumas insuficiências», afirmou Gil Martins na conferência de imprensa de balanço do simulacro de sismo que decorreu desde sexta-feira até domingo nos distritos de Santarém, Lisboa e Setúbal, informa a agência Lusa.

O responsável admitiu que foram «encontradas fragilidades». Falhas de comunicação e de gestão de informação foram algumas das «insuficiências» avançadas por Gil Martins, que apontou ainda, sem pormenorizar, lacunas no empenhamento de algumas entidades nos teatros de operação. No entanto, salientou que «o exercício não foi feito para correr bem, mas sim para detectar as falhas e fragilidades».

Gil Martins acrescentou que «a aposta da Autoridade Nacional de Protecção Civil foi ganha com o finalizar do exercício», tendo marcado «um passo decisivo na aprendizagem» das autoridades envolvidas no simulacro. «Se houvesse um sismo amanhã estaríamos melhor preparados do que no dia de ontem», realçou, adiantando que o simulacro teve como objectivo fundamental «localizar e eliminar estrangulamentos antes que um sismo real ocorra».

O exercício teve também como finalidade testar e introduzir alterações no Plano Especial de Emergência de Risco Sísmico para a Área Metropolitana de Lisboa (PEERS-AML), que deverá ser aprovado pelo Governo até ao final de Março. De acordo com o comandante operacional nacional da ANPC, todas as entidades envolvidas vão reunir-se ao longo desta semana para elaborarem um relatório, além de se realizarem reuniões finais para revalidar o PEERS-AML.

No final do exercício, o sismo fictício provocou 281 mortos, 895 feridos e 808 desaparecidos em 16 cenários que envolveram 2.835 operacionais, 854 veículos e 1.798 figurantes.

No exercício estiveram envolvidas 68 entidades, desde Bombeiros, PSP, GNR, Forças Armadas, Aviação Civil, INEM, Cruz Vermelha Portuguesa, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Polícia Judiciária, autarquias locais e Ministério Público.

Melhorar comunicações

A Administração Regional de Saúde da região de Lisboa e Vale do Tejo (ARS) defendeu a criação de um sistema de comunicação único e alternativo às redes móveis e fixas que permita a troca de informações entre hospitais em caso de catástrofe.

Manuela Lucas, a representante da ARS no exercício, admitiu que uma das falhas detectadas foi a da comunicação entre os hospitais num cenário de catástrofe. «Se houver uma catástrofe, não vai haver redes móveis e fixas», a única forma através da qual os agentes da saúde podem comunicar, explicou.

Segundo Manuela Lucas, a saúde conseguiu dar «uma resposta atempada» nos três dias do exercício, mas foram «detectadas algumas falhas nas comunicações», tendo em conta que não há um sistema alternativo às redes móveis e fixas em caso de catástrofe.

O INEM é a única entidade de saúde que integra o Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), que se destina dotar as forças de segurança e serviços de emergência num único sistema digital e que a protecção civil está a testar pela primeira vez no exercício. «É uma fragilidade grave» que as restantes entidades de saúde não integrem o SIRESP, disse, adiantando que esta «falha» deve ser corrigida.


in portugal diario
Voltar ao topo
Google
AdSense






Posto: Bombeiro de 1ª
Corpo de Bombeiro: ilhavo

MensagemColocada: Dom Nov 23, 2008 3:49 pm    Assunto:
Click Aqui para Ajudar O site
   





Cursos: Tripulante de Ambulância de Transporte, Salvamento e Desencarceramento / Tripulante de Ambulância de Socorro
Voltar ao topo
sergiof



Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 11 Nov 2008
Mensagens: 19

Posto: Bombeiro de 3ª
Corpo de Bombeiro: Vila de Rei

MensagemColocada: Seg Nov 24, 2008 4:31 pm    Assunto:
    Responder com Citação

Parece que sim que houve algumas deficiencias, mas é mesmo para isso que servem os simulacros, no inicio n achei muito jeito, mas acho que deveriam ser feitos muito mais. Apesar de toda a logistica que envolve acho que é sempre bom.

_________________
Cumprimentos,
Sergio F.

Cursos: Tripulante de Ambulância de Transporte, Salvamento e Desencarceramento, Gestão de Conflitos / Ambiente Saúde Higiene e Segurança
Voltar ao topo
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net Noticias Todos os tempos são GMT
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Neste fórum, você Não pode colocar mensagens novas
Não pode responder a mensagens
Não pode editar as suas mensagens
Não pode remover as suas mensagens
Você Não pode votar neste fórum
Você pode anexar ficheiros neste fórum
Você não pode baixar ficheiros neste fórum



Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Layout por ViPeR5000
Googlepage: GooglePullerPage
eXTReMe Tracker


CSS Valid PHP Valid CSS Valid
server monitor

[ Time: 0.2318s ][ Queries: 32 (0.0215s) ][ Debug on ]